Dominic Sibley é o que a melhor ordem da Inglaterra precisa há anos

Dominic Sibley é o que a melhor ordem da Inglaterra precisa há anos

Sibley não ganhará muitos pontos por mérito artístico. Mas, se ele puder aproveitar esse avanço – que ainda pode se tornar um século depois de terminar o dia invicto com 85 -, poderá ganhar muitas partidas de teste para a Inglaterra.

Em 2004, seu pai, Mark, deixou o Conselho de Críquete da Inglaterra e do País de Gales depois de um ano como diretor comercial. Se esse desempenho é um sinal do que está por vir, Sibley Junior certamente permanecerá no emprego do BCE por muito mais tempo.

Seja qual for sua crítica estilística aos 24 anos, após anos de instabilidade de primeira ordem Sibley, de quem devemos nos lembrar de jogar apenas seu Bet365 quarto teste, é exatamente o que a Inglaterra precisa.De fato, suas entradas no terceiro dia em Newlands foram um longo caminho para ajudar a equipe de Joe Root a assumir o controle total deste segundo teste.

Uma vantagem de 46 vezes na primeira entrada foi significativa. Mas apenas se os batedores pudessem apoiar o trabalho árduo dos jogadores. Mesmo sendo glacialmente lento, Sibley marcou apenas três dos seus primeiros 30 partos e levou 50 overs para atingir seu meio século, ele forneceu a plataforma para que outros brincassem ao seu redor. É exatamente o tipo de abordagem que esse time, que há tanto tempo parece ter lutado para sair do modo bola branca no críquete de teste, tem desejado. Menos estilo, mais substância e capacidade de fazer o trabalho sujo que vence as partidas. Facebook Twitter Pinterest Dom Sibley chega aos 50 anos e é parabenizado por Joe Root.Fotografia: Stu Forster / Getty Images

Ao final, com a Inglaterra 218 por quatro e a liderança por 264, apenas um resultado parece possível aqui – uma primeira vitória no teste no exterior em 11 meses para a equipe de Root. Isso não seria apenas significativo para a Inglaterra, mas Bet365 também para Sibley, um jogador que se reinventou desde que se mudou de Surrey para Warwickshire no final do verão de 2017.

Sua convocação para a turnê da Nova Zelândia no início Este inverno se seguiu ao verão, quando ele foi o artilheiro da Divisão Um do Campeonato do Condado, marcando cinco séculos ao longo do caminho, incluindo duas duplas.De maneira reveladora, não foi apenas o volume de corridas que Sibley acumulou, mas a maneira como as conseguiu – enfrentando 1.009 bolas a mais do que qualquer outro batedor na primeira divisão do campeonato. Nathan Lyon gira a Austrália mais perto da vitória no terceiro dia no SCG Leia mais

Uma taxa de ataque de 41,6 no críquete de primeira classe – em comparação, o Alastair Cook é de 50,7 – levantou preocupações sobre se Sibley tem o jogo para realmente prosperar no nível de teste. No entanto, suas segundas entradas neste jogo mostraram que ele certamente tem uma força mental.

Falando antes de sua estréia nos testes contra a Nova Zelândia no Monte Maunganui, em novembro, Sibley falou sobre sua abordagem, dizendo: “Abrir os rebatedores é difícil no começo, então você precisa enfrentar bolas para que fique mais fácil.É algo que eu meio que tento construir minha partida – jogar com meus pontos fortes, superar a nova bola e ganhar dinheiro quando fica mais fácil para isso. ”

Isso é algo que Sibley fez aqui ao aumentar sua taxa de pontuação na sessão final, com um tiro – dando um soco em Kagiso Rabada pelas cobertas para que Bet365 quatro passem para 48 – particularmente atraentes. | Emma John Leia mais

Esses tiros não seriam possíveis para Sibley durante o final de seu tempo em Surrey, quando sua forma caiu de um penhasco.Mas o trabalho com o técnico freelancer de rebatedores Gary Palmer, que também ajudou Cook e Ian Bell, o levou a remodelar sua técnica e as corridas fluem desde então.

Uma postura mais aberta, para impedir que ele caia na direção de fora de jogo, e acertar em linha reta ajudaram a desvendar o potencial que era evidente em 2013, quando Sibley, com 18 e 21 dias de idade, se tornou o segundo jogador inglês mais jovem, atrás apenas de WG Grace, a atingir o dobro da primeira classe.

Esse ponto alto contra Yorkshire foi seguido por um vale, como tantas vezes acontece com jogadores jovens.No entanto, o tempo de Sibley em Surrey foi extremamente benéfico, pois, quando adolescente, ele dividiu um camarim com Ricky Ponting e Graeme Smith, agora diretor interino de críquete da África do Sul. p> Ambos foram generosos com seu tempo e conhecimento para o jovem Sibley e aliados à reformulação de sua técnica nos últimos anos, ele está colhendo os benefícios no maior palco de todos.